Chefe novo? Aprenda um truque para começar com o pé direito

Postado em 22/11/2016

Chefe novo? Aprenda um truque para começar com o pé direito
 
Viviane Gonzalez
 
Passada a fase de seleção e entrevistas, começar no emprego novo proporciona diversas sensações ao mesmo tempo. Alívio e alegria pela conquista, motivação pelo novo desafio e expectativa pelo futuro. Mas, ao assumir um cargo estratégico, a dica de ouro para começar com o pé direito é: contenha a ansiedade, usando a pró-atividade no tempo certo.
 
Muita gente chega achando que tudo vai acontecer muito rápido. E não é assim que acontece. Toda organização tem uma cultura estabelecida e é preciso prazo para compreendê-la antes de tentar mudá-la.
 
Devido à ansiedade, é comum que o profissional acabe agindo de forma impulsiva e cometendo erros primários já nos primeiros dias de trabalho, como demitir pessoas do time, criticar os métodos e processos sem conhecimento ou comparar o novo trabalho com o antigo o tempo todo.
 
Não é que um executivo, por exemplo, contratado para proporcionar melhores resultados após um alto investimento de tempo e dinheiro, não possa fazer isso. É que essas atitudes não são vistas com bons olhos nem pela empresa, nem pelos colaboradores e ele correrá o grande risco de não se adaptar, frustrando seus planos e o da companhia.
 
Frequentemente ouço executivos que, após um mês no novo emprego, já reclamam que não estão gostando ou que não era bem isso que estavam querendo para a carreira. Fazem isto porque ainda não viram resultados após sua contratação.
 
Há um tempo necessário para que as partes se ajustem. E, claro, depende de cada negócio, de cada empresa. Na minha visão, entre 60 e 90 dias é um prazo bem aceitável. Afinal, entrar na rotina e cair no marasmo também não são aconselháveis.
 
Mas, ao assumir o cargo, é preciso ter em mente que muito mais do que cumprir as metas firmadas com seus diretores, é necessário antes, conhecer os aspectos comportamentais e sociais da nova empresa e ter habilidade para lidar com pares e subordinados, para propor mudanças.
 
Sendo assim, é importante mergulhar na cultura organizacional, ir fundo no conhecimento do funcionamento técnico e também das pessoas que compõem o local. Evite ficar sozinho e crie sua rede de relacionamento pessoal, visitando os departamentos e participando da vida profissional das pessoas em todo o tempo, até na hora do almoço e cafezinhos. Invista tempo em ouvir e avaliar as informações. Neste período, aproveite ainda para conseguir apoio e formar alianças em favor da mudança. Acredite: você não conseguirá nada sozinho.
 
Depois, faça uma leitura de tudo que aprendeu, inclusive com as regras implícitas e os códigos não escritos, com objetivo de traçar metas e imprimir sua marca. O sucesso começa quando você supera a fase de adaptação e passa a colocar em prática os planos para mudança.
 
Com certeza, você vai encontrar problemas, dificuldades, barreiras a serem rompidas. Porém, é certo que também verá muito ouro encoberto, diamantes a serem lapidados ou talentos a serem aproveitados. Começar no emprego novo é um desafio para qualquer um. Mas, com paciência e persistência você pode superá-lo com êxito e confirmar as expectativas daqueles que apostaram em você lá no processo seletivo. Afinal, você foi contratado por ser melhor que o outro. Vá em frente e boa sorte.
 
Fonte

Outras Notícias

 

10 passos para fazer um plano de negócios que funciona (mesmo)
Postado em 22/03/2017

Dicas para elaborar um plano de negócios realista

 

leia mais »

Por que você deveria estabelecer metas para sua equipe
Postado em 21/02/2017

A importância de estabelecer metas para a sua equipe 
Escrito por Alexandre Rangel, especialista em gestão de pessoas

“Aquilo que não é medido, não pode ser acompanhado e, por conseguinte, não pode ser ...
leia mais »

8 dicas de linguagem corporal para aumentar a sua persuasão
Postado em 02/02/2017

 

1. Gestos de quem convence

São Paulo — Ser um bom vendedor não é uma competência valiosa apenas para quem trabalha na área comercial. Conseguir que os dem...
leia mais »